Lipoaspiração Invasiva e não Invasiva

Você sabe qual é a diferença entra a Lipoaspiração Invasiva e não Invasiva?

Você tem suado aos montes na academia, tem adotado uma alimentação balanceada e nem assim as indesejáveis gordurinhas desaparecem? Então talvez seja a hora de optar por uma cirurgia plástica, como a lipoaspiração, por exemplo, que tem como objetivo retirar a gordura em excesso do corpo com o auxílio de uma cânula.

Mas se você tem horror a hospital e tudo o que está envolvido com uma cirurgia, entre anestesias, internamentos, cicatrizes e um bom tempo de recuperação, a técnica ideal para você é a lipoaspiração não invasiva.

Lipoaspiração pode ser invasiva ou não invasiva

lipoaspiração invasiva

Enquanto que na lipoaspiração tradicional, também chamada de lipoaspiração invasiva e realizada em consultórios e clínicas médicas, há cortes, sangramento e cicatrizes, na lipoaspiração não invasiva isto não acontece. O procedimento é simples, na maior parte das vezes indolor e poucos minutos depois de a sessão acabar o paciente já pode sair e retomar suas atividades costumeiras.

lipoaspiração não invasiva

A lipoaspiração não invasiva pode ser realizada em SPAs, clínicas de estética, e em alguns casos, até em salões de beleza que contem com o equipamento necessário para o procedimento, que nada mais é do que uma máquina de ultra-som.

A técnica consiste na convergência das células adiposas e na quebra das membranas dos adipócitos. Depois desta quebra, a gordura é eliminada pelo fígado. A vantagem do procedimento é que o equipamento utilizado destrói apenas as células adiposas da parte do corpo selecionada pela paciente, e desta forma, os vasos sanguíneos, tecidos conectivos e nervos permanecem intactos, sem alterações.

A lipoaspiração não invasiva pode ser feita por todas aquelas pessoas que possuam pelo menos 1,5 cm de gordura em áreas como bumbum, pernas, abdômen ou ao redor da cintura, os famosos pneuzinhos. É importante salientar que a técnica consiste na remodelação do corpo e não deve ser adotada por pessoas obesas, visto que o procedimento não promove o emagrecimento do paciente. Com uma sessão de uma hora já é possível perceber resultados, visto que dá para perder até cinco centímetros de gordura em uma única visita. Para que os resultados sejam realmente satisfatórios para a paciente é recomendável fazer pelo menos dez sessões de lipoescultura e uma sessão de drenagem linfática após cada uma delas. Além disso, é importante não descuidar da alimentação e não deixar de frequentar a academia regularmente.

O procedimento não invasivo praticamente não apresenta riscos e não impõe quase nenhuma restrição, com exceção das mulheres com prótese de silicone, grávidas, dos portadores de marcapasso e dos indivíduos que apresentam problemas hepáticos. Todas estas pessoas não devem se submeter à técnica.